Fale conosco

Home | PAE

Plano de Ação de Emergência (PAE)

O Plano de Ação de Emergência tem a função de antecipar a identificação de anomalias na barragem, implantando ações efetivas para evitar a sua ruptura e, caso não seja possível impedi-la, emitir avisos antecipados e traçar estratégias junto a autoridade de proteção e defesa civil local para evitar ou minimizar suas consequências sobre as populações.

Qual o objetivo do PAE?

Neste plano são definidos também os processos, os materiais necessários e os sistemas de aviso, assim como, são realizados simulados internos e externos, colocando em prática os planos e corrigindo desvios para não deixar nada a improvisação em uma situação de emergência, por menor que seja a sua probabilidade.

Qual a sua importância?

Ainda que a barragem da UHE Baixo Iguaçu apresente performance adequada, caso seja identificada alguma anomalia na estrutura, uma resposta eficaz e antecipada para controle da ocorrência é a melhor forma de atuação.

Sistemas de Comunicação para
Casos de Emergência

Sistema Primário:

  • Avisos sonoros emitidos por unidades de avisos;
  • Avisos domésticos por contato direto por telefonia móvel com a comunidade não abrangida pelo acionamento das sirenes, na emergência;
  • Avisos pessoais por mensagens de texto recorrendo à rede de celulares, pelas redes SMS ou GSM.

Sistema Secundário:

  • Avisos porta a porta pelos líderes comunitários treinados para atuar na comunidade;
  • Avisos via aplicativo PROX a todos os moradores das margens do Rio Iguaçu que estejam interessados;
  • Avisos nas rádios locais.

Sistemas Auxiliares de Aviso:

  • Sinalização de perigo, rotas de fuga com indicação do caminho até o ponto de encontro e painéis informativos em diversos pontos da Zona de Autossalvamento (ZAS);
  • Pontos de Encontro em locais altos para onde se devem dirigir os ocupantes da ZAS em caso de aviso;
  • Sinalização das áreas sujeitas a variação repentina de Nível da Água;
  • As rotas de fuga foram sinalizadas com a indicação do caminho a seguir bem como a distância a ser percorrida até o ponto de encontro.

Vamos acabar com as Notícias Falsas?

A Barragem apresenta rachaduras ou
está com algum problema estrutural?

A barragem da UHE Baixo Iguaçu está segura. O monitoramento realizado constantemente pelo Consórcio Empreendedor Baixo Iguaçu confirma sua estabilidade. A barragem também é fiscalizada pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Quando a sirene tocar, significa
que a barragem rompeu?

A sirene tocará quando houver uma situação de risco que possa comprometer a estrutura da barragem. Seu acionamento está condicionado aos protocolos de segurança previstos no PAE. Assim, o toque da sirene indica que as pessoas devem sair da área potencialmente inundável, se dirigindo aos pontos de encontro e aguardar a orientação da defesa civil nestes pontos.

Qual a sua importância?

Mantenha-se calmo

Afaste-se de rios e córregos

Busque por locais seguros, em locais mais altos

Vá até o ponto de encontro estabelecido
pelas autoridades

Siga as indicações das autoridades


Mantenha as linhas telefônicas desocupadas

Não utilize elevadores

 

Não retorne ao seu local de moradia enquanto não for permitido pelas autoridades de proteção e defesa civil

Não corra, pois o tempo de deslocamento ao ponto de encontro é calculado com o uso da marcha normal

Em caso de Emergência, acione os contatos a seguir:

Defesa Civil do Paraná:

(41) 3281-2512

Corpo de Bombeiros:

193

APLICATIVO PROX

Conheça a PROX, aplicativo criado para estreitar o relacionamento com comunidades próximas às usinas hidrelétricas.
Nele você pode ter informações sobre a operação de usinas próximas, receber alertas de riscos e pedir ajuda através de órgãos de segurança.

Acesse o QR Code abaixo para baixar o aplicativo:

Newsletter

Inscreva-se com seu email e receba todos os informativos da Hidrelétrica Baixo Iguaçu